Diário de uma nova mãe – Júlia 2 semanas

Olá meninas!! Como vocês estão??

Estou imensamente feliz com esse post!! É o primeiro depois do nascimento da minha filha Júlia, que vocês acompanharam pelo meu Face e Insta!! Os primeiros dias foram tensos e de conhecimento e adaptação. Para mim, para ela e para o papai. Agora somos uma família e estamos estabelecendo nossa rotina. Fiquei muito insegura, chorei bastante (já já explico o porquê) e agora as coisas estão começando a chegar no lugar.

Ontem, enquanto a Júlia dormia, entrei no blog da Naty Vozza (o Glam4you) e vi os diários que ela fez sobre as semanas do seu filho Bê. Hoje  ele já está com 3 meses e confesso que ler toda a experiência dela me deixou mais forte e confiante. Como os  diários dela me ajudaram tanto, resolvi compartilhar com vocês minhas experiências também. Para ajudar e trocar idéias!

IMG_2050

Vamos lá! :)

Júlia nasceu num domingo, dia 22 de março. Eu estava com 38 semanas e 2 dias e acordei sentindo umas contrações e pequenas dores. Fiquei o dia inteiro me sentindo estranha, não sabia se era trabalho de parto. Quando chegou a noite, minha mãe me aconselhou a ligar para minha médica. Quando liguei, ela recomendou que eu fosse logo para Juiz de Fora (que fica a mais ou menos 70 km de São João) pois as dores poderiam aumentar pela madrugada e tudo ficaria mais complicado. Assim fiz, arrumei minhas coisas e fui ter a minha princesa, que nasceu as 22:40 com 46cm e 2,665kg. Minha bonequinha linda!! Foi o dia mais lindo, mais mágico! Nada se compara a esse sentimento!! <3 <3 <3

Os primeiros dias foram bem complicados. Por mais que a gente se prepare 9 meses para ser mãe, leia mil livros e etc. a prática é bem diferente!! Quando nasce nosso bebê, os primeiros dias são de conhecimento, ou reconhecimento se é melhor assim dizer. Adaptação da nova rotina, da nova família. Graças a Deus Júlia veio muito saudável e deu tudo certo com a cesária. Mas a gente sempre acha que vai ser tudo lindo, perfeito, conto de fadas. O que ninguém conta pra gente é que as vezes as coisas não saem como planejamos. Logo depois do parto, tentei dar o peito para ela, mas não saía quase nada. Esperei meu leite descer.. esperei meu leite descer.. e nada.. nada.. Como ela nasceu pequena, não poderia arriscar tentar somente o peito e tive que começar a dar suplemento. Se ficasse tentando o peito ela poderia perder ainda mais peso, e ficar sem a nutrição necessária que precisava. Foi aí que começou meu chororô!! Queria amamentar mais que tudo nessa vida, e queria integralmente. Comprei mil pomadas, conchas e absorventes para seios e simplesmente não aceitava o fato de não estar jorrando leite. Como assim?? Mas meus seios tinham ficado inchados a gravidez inteira, tinha certeza que ia dar leite!
E aí logo depois que voltei da maternidade comecei com todas as tentativas possíveis para poder amamentar. E foram canjas, canjicas, chá de erva doce, compressa de água gelada, compressa de água morna, spray de ocitocina para o nariz, marmelada, entre outras coisas. Optei por não tomar remédios para isso, pois acho que não vale a pena. A última tentativa foi uma massagem que uma enfermeira fez (uma graça ela, por sinal) que ajudou um pouco. Meu leite desceu, mas tenho muito pouco e continuo dando suplemento. O pior é que as pessoas são um pouco cruéis se tratando desse assunto. Quando a gente fala que nosso leite não está sustentando, ou olham pra gente como se a gente fosse coitada, ou como se não quiséssemos amamentar. Do tipo, toda mãe tem leite, se você não está amamentando é porque não quer. E assim ficamos ainda mais inseguras e tristes.

Depois de muitos dias de choro e da preocupação das pessoas mais próximas, decidi aceitar e tocar em frente. Não posso me prender a isso, quando Deus está sendo tão bom comigo. Me deu uma filha linda e saudável, do jeito que sempre sonhei. Não quero que ela me veja triste, vou dar todo amor do mundoo pra ela.  É só nisso que penso agora! Continuo dando o peito antes das mamadas. As vezes ela se sacia e dorme, outras fica nervosa chorando e eu tenho que dar logo a mamadeira. E assim vamos seguindo. Ontem o pediatra me disse que mesmo que meu leite seja pouco, já é um pouco de anticorpos que dou a ela. E é isso que me conforta!

E ela está muito bem!! Crescendo! Como ela já mudou desde o primeiro dia. Está mais bochechuda, linda linda!! Fico o dia inteiro olhando pra ela. O rostinho, os olhinhos.. Acho que ela é cara do pai. :)

IMG_2115

E assim termina meu primeiro post com o meu diária de uma nova mãe. Você é mãe?? Passou ou está passando por isso?? Quero saber da sua experiência!

Beijos em todas!!
Erika


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/etcblog/public_html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273